O primeiro semestre esta terminando para os clubes do futebol brasileiro, coincidindo com o futebol europeu. Mas não pense que estamos com o calendário adequado ou igualitário com as organizadas confederações do Velho Continente e, sim, são apenas as datas foram propicias para que final da Liga dos Campeões e as finais dos Estaduais ocorressem na mesma época.

 Deixando de lado o renomado futebol europeu vamos com a nossa realidade local.

 A Copa Libertadores da América esta na sua melhor fase, a fase da identificação dos melhores do continente.

 Os representantes brasileiros tentam bons resultados nas partidas de idas. O Palmeiras conseguiu um empate sem gol, espetacular, diante do Tijuana-MEX. O placar é razoável mas o suficiente  para manter o time qualificado para chegar as quartas-de-final. O Pacaembu será o caldeirão verde, repetindo o mesmo desempenho que a torcida teve diante do Libertad, ainda na fase classificatória.

 O Corinthians não teve a mesma sorte ou a mesma qualidade técnica do ano passado, quando conquistou belas vitorias sobre o Boca Juniors. Se o La Bombonera foi primordial para o placar de 1 a 0 na partida primeira, para o segundo jogo, o Pacaembu será fundamental para a reviravolta e a promoção na competição. O Timão é sempre assim deixa a emoção para os instantes finais. Mas conseguira passar do temível Boca.

 O que falar de São Paulo e Atlético-MG, o jogo mais importante dos brasileiros nesta fase decisiva. Mais de 57000 torcedores e um placar favorável para a melhor equipe da competição. O Tricolor jogou muito até a expulsão do experiente zagueiro Lucio, porém não adiantou a qualidade do Ganso, que fez a sua melhor partida com o manto são-paulino, o time terá que reverter a vantagem galista. Destaque da equipe do Galo foi Ronaldinho Gaúcho que realmente ratificou as próprias palavras, que garantiram que o time quando tiver que jogar, jogaria. E realmente jogou e ganhou. Veja como é ter credibilidade no faz.

 O Fluminense teve o resultado prejudicado pela arbitragem. O arbitro da partida marcou um pênalti inexistente e com isso o Tricolor carioca terá que mostrar a sua força de elenco para eliminar o Emelec-EQU. O time tem força e elenco para isso, porém dependerá de todo o conjunto trabalhar como em uma engrenagem puxando uma a outra, sem individualismo.

 Antecipando os meus palpites, passam para as quartas – Corinthians, Palmeiras, Fluminense, Grêmio e São Paulo.

 

Sidney Botelho é patrocinado pela www.astechservices.com.br

Twitter esportivo @dalhedalhenogol

Twitter de mestre de cerimônias e palestrante @sidneybotelho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code