Alô Amigo!

O que esta acontecendo com o São Paulo Futebol Clube? Por que tantas mudanças nos últimos anos? Por que o time não volta a ser um time eficaz? Perguntas que não conseguimos responder de primeira, aliás não vou perguntar para o Juvenal Juvêncio, presidente do clube, pois eu não teria espaço nesta coluna para escrever as milhares de palavras proferidas por ele, porém entrevista-lo é uma aula de português gratuita, ou seja, é a cultura em pessoa.

O Tricolor não é mais o “soberano” que vimos no inicio do século, muito menos nos últimos 5 anos que resultaram em maus resultados e mudanças constantes de treinadores e de reformulações do elenco.

Comandaram o tricolor – Rojas, Cuca, Emerson Leão, Paulo Autuori, Nelsinho Baptista, Muricy Ramalho, Ricardo Gomes, Ney Franco. Nomes de peso, que tiveram desgastes com o “intocável” presidente são-paulino.

Muito foi criticado, pelos torcedores, o trabalho dos comandantes, todavia ninguém percebeu que as mudanças deveriam vir de cima e os atletas terem mais tranquilidade para exercerem as orientações dos treinadores.

Com trocas de treinadores e principalmente, jogadores, o clube perdeu a identidade e até mesmo a forma de se impor no estádio do Morumbi. E o “caldeirão” foi palco das ultimas quatro derrotas. Isso não é comum e tudo vem de encontro com as falhas de gestão no clube.

O que é curioso, que de 2005 para cá, que o presidente foi o único que não deixou o cargo assumido. Saliento, que o goleiro Rogério Ceni é exceção!

Parece que o exemplo de Corinthians, Palmeiras e Santos, não foi o suficiente e o time exemplar, referente a continuidade do Juvêncio como presidente. O São Paulo deu um passo pra traz em decorrência a administração do departamento de futebol.

O que deveria ser feito? Inicialmente observar os que esta  errado, aí sim depois de tudo realizar as modificações e não improvisos de tapas buracos, como vimos nos últimos anos.

A chegada de Paulo Autuori não mudará drasticamente o time, porém a sua seriedade e credibilidade o ajudarão a trazer para perto os jogadores que não mais se interessavam em apoiar o antecessor. Creio eu, se ocorreu corpo mole, os punidos deveriam ser os atletas.

Outro ponto fundamental para o novo treinador será colocar no eixo Luiz Fabiano, Oswaldo e Lucio. O trabalho não será fácil, porque os três não rendem o esperado e não há propostas para sede-los para outras equipes.

Se recordar é viver, o Juvenal tem que trazer de volta o Turibio Leite, Marco Aurélio Cunha, dentre outros que apoiou o mesmo, Juvenal, nas décadas passadas.

Boa sorte Autuori, você precisará! O time esta necessitando de um esquema tático coerente as posições de origens de cada atleta. Não faltam treinos, mas falta vontade dos tricolores que vestem a camisa são-paulina. Assim esperamos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code