Alo Amigo!

O domingo é de decisão no Paulistão e como eu comentei na semana passada o jogo tem 180 minutos e em duas partidas muita coisa pode acontecer. Justamente porque temos duas equipes jovens/experientes. Confuso, não é? Vou explicar!

O time do Santos é mais uma safra de jovens atletas que se deram bem nas ultimas duas edições da Copa São Paulo de Futebol Jr, com destaque para o Geovânio que se tornou uma referência no ataque santista. Porém, no primeiro jogo da decisão não foi o que vimos, tudo porque o time do Peixe não ultrapassou a marcação da zaga do Ituano, uma das melhores da competição.

O técnico santista vai mudar, pois percebeu que foi um peso para os mais jovens atletas e deixará apenas três “meninos da vila” entre os titulares, dando sequencia a escalação ideal que é com Mena e Cicinho nas laterais e Allyson no meio-de-campo. E cabe a esperança para os alvinegros praianos, do Cícero não imitar o Baggio novamente.

Voltando ao raciocínio “equipes jovens/experientes”, os experientes ficam para o time de Itu na questão de serem jogadores com vastas passagens em outros clubes, não considero refugos, mas atletas com qualidade e que não foram aproveitados devidamente pelo mercado e, inteligentemente o presidente Juninho Paulista e a revelação do Estadual, Doriva, buscaram o que se enquadrariam no projeto Campeonato Paulista 2014. A estratégia deu certo, indiferente se o título vai para o interior, o clube se tornou, com o trocadilho, muito grande para o município que vive a expectativa do segundo título estadual.

Por isso que me referi de jovens e experientes, pois os clubes possuem formações jovens, mas com uma bagagem que pode fazer a diferença quando se for preciso, visto que o gol marcado pelo rodado Cristhian, foi trabalho ao extremo até que todos os cinco jogadores envolvessem a defesa do Santos e o meia-atacante com tranqüilidade se posicionasse frente a frente ao Aranha e observasse para chutar cruzado, mas um chute certeiro e eficaz, suficiente para reverter a vantagem, em termos numérica, para a partida de hoje.

O futebol, como diria o outro, é uma caixinha de surpresa, pois não existe favorito por completo. Sonhar, acreditar, se dedicar e comemorar são ações que podemos ter ao longo de um jogo, qualquer jogo, indiferente da sua importância. Favoritismo? Ituano seja o Atlético de Madrid e o clube vai eliminar uma potência e o Santos tem que fazer o seu papel de time grande, vencer para não se tornar manchete negativa nos jornais no dia de amanhã.

Que vença o melhor e que faça valer a competência de cada atleta!

Bom domingo e Alo Amigo Final!