Alo Amigo!

A semana foi marcada pelo amistoso medíocre da seleção brasileira, alias mais um jogo sem motivação alguma para o torcedor verde-amarelo.

O empate em 2 a 2 com o Chile, no Estádio do Mineirão, resultou em cobranças mais rigorosas por parte dos mineiros que pegaram duro com o atacante Neymar ou será que deveríamos dizer Reimar, alusão ao reinado que o craque tem no selecionado e no marketing brasileiro.

Aproveitar o momento e o talento é fundamental para um atleta de futebol. O atacante do Santos esta aproveitando todas as oportunidades oferecidas pelos empresários que veem nele um exemplo para a humanidade. Mas será que realmente um exemplo para a humanidade? Eu acredito que não, pois as profissões adquiridas, neste pouco tempo de vida, sendo de jogador e ator publicitário, estão intervindo na principal delas, que é justamente a que move a paixão nacional, o futebol.

O torcedor não que ver o Neymar na telinha segurando um celular de ultima geração, usando um spray para dar alivio aos pés ou muito menos vê-lo abrindo uma conta bancaria, o torcedor quer vê-lo entortando os adversários, mas não o adversário de qualquer clube diferente do Santos e sim, os adversários do Brasil.

Se voltarmos a poucos anos atrás, Messi sofria a mesma discriminação de ser um jogador que não atuava bem com a camisa de seu país, somente a do Barcelona. Todavia, o tempo mudou a forma de jogar e amadureceu e, consequentemente, o argentino mostrou aos compatriotas o porque ele é o melhor do mundo a muitos anos.

Teríamos, nos brasileiros, de esperar o amadurecimento ou aprimoramento de um craque para cobra-lo? Creio que não. Temos que cobrar mais e mais, pois não é justo irmos ao estádio e pagarmos caro para ver esse péssimo futebol da selecão nestes amistosos ou competições internacionais.

Reclamar é o único direito que temos perante o nosso maior patrimônio, pelo menos para essa nação que reclama da atuação de um jogador que não cumpre o seu papel de craque, mas ninguém reclama dos políticos que elegemos e também não cumprem os seus deveres.

E o que comentar da falta de respeito do Felipão, que todas as vezes em que questionado é o maios insuportável possível. Sem duvida é um treinador obsoleto, arrogante e sem qualificação aprimorada para o cargo que deram para ele, pois veja aonde esta o Palmeiras. Voltar a metodologias antigas e ultrapassadas fazem do Brasil uma seleção qualquer sem causar aflição para os seus concorrentes diretos ao titulo mundial.

Queremos de volta a magia, o futebol arte, o toque de bola, o amor a camisa…

Sidney Botelho é patrocinado pela a www.astechservices.com.br !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code