Alo Amigo! Começou a Copa do Mundo e temos que observar muitos detalhes que são fundamentais para que o leitor possa refletir sobre o que estamos apreciando nos gramados brasileiros, alias belos palcos para a prática futebolística, mas não para eventos fora deste contexto.

Não dá para admitir tamanha incompetência para execução de uma abertura pífia de Copa do Mundo. Como podemos deixar nos levar com uma organização de uma belga que pensa que somos um país de terceiro mundo e de índios e nos oferece um trabalho lamentável como que vimos na quinta-feira, dia 12. Amigo, eu posso falar de eventos, pois sou um especialista do ramo e, o que os meus olhos viram foram falhas e mais falhas dos colaboradores. Não culpo os voluntários, mas os organizadores que planejaram esse fiasco, pois me recuso chamar de projeto.

Fica uma duvida para o Sr. Ronaldo Nazário (Fenômeno), responsável pela Copa do Mundo, no Brasil, será que ele nunca viu o Carnaval de nosso país? Será que ele nunca viu uma Festa Junina no Nordeste? Será que ele nunca foi na festa dos dias das mães na escola do Ronald? Desculpa, qualquer leigo faria muito melhor do que assistimos pela TV.

Aliás, a TV que esta omissa com os pontos negativos do torneio. Greves, ofensas para a presidente, protestos e estruturas de estádios não acabadas. Mas isso tudo não é culpa das emissoras e sim, imposições que os governos querem que eles cumpram, pois os maiores anunciantes das emissoras abertas do nosso país são anunciantes de empresas publicas e não privadas, pois de repente até as privadas estão interferindo para que isso não mexem a imagem do nosso Brasil.

O Brasil que acordou para os seus problemas, não organizacionais mas sociais. Eu me orgulho em saber que o povo quer o melhor para o próximo, porém me enojo ao ver esse mesmo povo quebrando o que foi feito, sem entender o que esta fazendo. O povo faz por fazer e não avalia as suas atitudes, vide os grevistas do Metro de São Paulo que enfraqueceram com as decisões do Governo Estadual. A força esta no bom senso e os sindicalistas quiseram ganhar no grito e não avaliaram que prejudicariam milhões de cidadãos que precisam do dinheiro tanto quanto eles.

Mas no Brasil tudo termina com um bom jogo de futebol, pois temos que esquecer os nossos problemas e sofrer com as angustias da mediana apresentação da nossa seleção. Torcer, vibrar e gritar, são ações que os mais de 200 milhões de brasileiros fizeram, mas e os 11 que nos representam? Não! Apenas Oscar, que estava ameaçado e, Neymar, autor de dois gols, que alegraram os apaixonados de plantão. E assim eu lhe pergunto o seu amor gostou do presente simples do placar magro de 1 a 0 diante da Croácia? Lógico que não! Você esperava mais, como qualquer namorada que dorme com a ansiedade de ver o namorado chegar com aquele presente inesquecível que ficará para sempre nas recordações.

Recordações inesquecíveis serão as dos espanhóis que foram humilhados pelos holandeses, ao levarem cinco dos vice-campeões mundiais. E aqui vale a piada para o Casillas – que pasa? La pelota!

Bom domingo e Dá-lhe Dá-lhe no GOOOLLLLL!