Alo Amigo!

A Copa das Confederações esta chegando e os estádios estão sendo reinaugurados com suas respectivas reformas e adequações, feitas para atender as exigências da FIFA.

E nesta questão de atender os requisitos impostos, pela organizadora do evento, os responsáveis pelas obras, nos palcos dos jogos, aceleram para cumprir o prazo estipulado e não pisar na bola, dito popular que cabe bem neste comentário.

Se eles não querem pisar na bola, creio estão fazendo pior e furando a bola, tudo porque, como todo o brasileiro, deixam tudo para última hora e fazem tudo nas pressas.

Os erros básicos, que surgiram nos Estádios do Mineirão, Fonte Nova, Maracanã, Castelão e outros, foram sem duvida nenhuma falha que estagiários não fariam. Os engenheiros e arquitetos não estão preparados para as obras e não se atentam nos detalhes e com isso, erros como coberturas sendo danificadas com a chuva, drenagem não funcionando corretamente, falta de agua nos sanitários, energia elétrica insuficiente, dente outros, aparecem e demonstram a fragilidade da formação destes profissionais.

É de lamentar que tenhamos tamanha incoerência técnica, sendo que basta o responsável geral realizar um check-list para confirmar se tudo esta de acordo com o planejado. Alias, será que o planejamento contempla no seu cronograma os check-list e testes de homologações? Deveria, mas isso não esta sendo feito, porque ninguém cumpre o prazo de cada atividade. O importante, no final das contas, eh liberar a obra e garantir que a pintura do gramado tenha sido feita corretamente, para que a presidente Dilma Roussef possa dar o pontapé inicial.

O meu maior receio é que tenhamos essas falhas, pequenas que sejam, com o publico dentro dos estádios, ocasionando acidentes com as pessoas inocentes que apenas querem de divertir. Alias, pagam caro para essa diversão!

Sidney Botelho é patrocinado pela SB Consultoria em Eventos – http://sbproducoeseeventos.wix.com/sbproducoeseeventos#!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code