Alo Amigo! A Copa do Mundo esta entrando na sua terceira rodada e o que vimos até aqui foram jogos equipados e muito disputados, com exceção de alguns jogos que sairam da normalidade e geraram a tradicional zebra do futebol.

Mas sera que é zebra ou apenas preparação para o torneio entre seleções? A pergunta feita na manchete resume o que esta acontecendo, porém creio que não perguntaram para europeus, principalmente para ingleses, espanhóis, italianos, dentre outros. Tudo porque vimos os dois primeiros se prepararem para o retorno para casa.

Realmente devo admitir que apreciamos seleções desacreditadas a darem um passo grande para o êxito almejado e não o esperado.

A revelação da competição, creio que essa é a forma mais coerente e correta de denominarmos a Costa Rica, equipe que venceu duas campeões mundiais e pode retificar o momento vencendo mais uma. Basta mostrar o que mostrou diante uruguaios e italianos, derrotando-os e conquistando a vaga para a fase de oitavas-de-final.

Outra equipe que merece destaque é o Chile, que de azarão no grupo, por ter feito ótima Eliminatórias da Copa,  na América do Sul, esta a todo vapor e pode terminar a fase primeira como primeira colocada geral na Chave B, deixando a temível Holanda e os ultima campeã, Espanha , atras na tabela.

Eu sempre me pergunto se um apenas faz a diferença ou devemos atuar em conjunto. Todavia salvem algumas exceções o trabalho individual ajuda, mas ninguém faz sucesso sozinho e a força mútua colabora para facilitar o caminho para se alcançar os seus sonhos. Vide o caso da Costa Rica e Chile, que não possuem seleções de estrelas, mas são diferentes.

Ah, é hipocrisia em dizer que uma estrela sozinha não pode brilhar e agradar uma multidão e fazer a diferença, claro que sim e tivemos inúmeros caso, mas nos dias atuais todos conhecem os que podem mudar p destino e serem a referência, por isso a dificuldade de resolverem sozinhos sem o apoio dos companheiros.A Copa é assim, ninguém se conhece e tem que adaptar rápido com a realidade proposta, muitas vezes renunciar as vontades, deixando de lado as vaidades e fazer valer o estar ali e não apenas pensar em si, caso da seleção de Camarões, que não havia o principal entre os atletas a harmonia.

Amigos, estar numa lista de 23 jogadores e representar o seu país, e fazer o que gosta e curtir tudo que é proporcionado com alegria e satisfação.

Sidney Botelho

O apresentador Sidney Botelho é mestre de cerimônias de eventos corporativos, formaturas, festa de debutante e celebrante de casamento, saíba mais no www.sidneybotelho.com.br.