Alo Amigo!

Como era de se esperar deu a logica nas semifinais da Copa das Confederações, europeu enfrenta europeu e sul-americano enfrenta sul-americano, ou seja, Espanha e Itália e Brasil e Uruguai se enfrentam em Fortaleza e Belo Horizonte respectivamente.

Qualquer analista deduziu que teríamos esses embates, porem apontar os finalistas eh arriscar demais.

Diante dos jogos da fase classificatória ficou claro que as melhores equipes são Brasil e Espanha e, não podemos de ser hipócritas e dizermos que não queremos uma final entre o ultimo campeão do mundo e a anfitriã da competição.

Brasil e Uruguai eh um jogo duro e de muita qualidade técnica. A seleção brasileira foi eficaz em todos os jogos, tendo destaque na velocidade de saída de bola com seus laterais e volantes, facilitando o trabalho dos meias. Realmente é mérito para Felipão que fez de jogadores, desacreditados da torcida, mostrarem que possuem diferenciais que podem resultar em um time competitivo e com chances de brigar pelo titulo na Copa do Mundo do ano que vem.

Já o Uruguai, manteve a base campeã da Copa América e o time que chegou a semifinal na Copa do Mundo de 2010. Destaques para Lugano, Forlan, Suares e Cavani. Atletas que são referência no time e mostram que a garra celeste eh o diferencial dessa equipe. Mas aonde esta essa característica imbatível da seleção vizinha? O time vem mal nas Eliminatórias Sul-americanas e cumpriu a obrigação na competição aqui em terras brasilis.

Que vença o melhor! 

Sidney Botelho é cerimonialista e mestre de cerimônias, além de palestrante motivacional – entre em contato pelo email: contato@sidneybotelho.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code