Alo Amigo! Agora estou aqui as sextas-feiras com os comentários e as observações que ocorrem no esporte brasileiro, principalmente o futebol.

Nesta semana, vou destacar o fim do ultimo campeonato que os jogadores brasileiros disputarão, neste ano de 2014.

Muito coisa esta definida e algumas ficaram para a ultima hora, o mais importante já foi definido algumas semanas atrás, quando o titulo foi confirmado ao Cruzeiro, que levanta o caneco, pelo segundo ano consecutivo. Merecido? Lógico, o time mais estruturado do futebol nacional, com planejamento e um plantel eficaz e o comando de um treinador esquecido, quando falamos de estrelões, Marcelo Oliveira.

Mas vamos ao que mais interessa e que não quer parar de ser comentado, nos bares de todo o Brasil, será que o Palmeiras vai resistir e se manter na primeira divisão?

Uma duvida paira na cabeça no ar, porque o Verdão chegou a essa situação e tem, em 90 minutos, decidir sua vida em uma história centenária. Será muito difícil pois o Palmeiras não conseguiu mostrar regularidade, na temporada, e em um único jogo tentará não manchar pela terceira vez a honra de muitos que passaram pela Academia. O Atlético-PR não tem nada a perder, pois entrará em campo sem pretensões alguma. Talvez os olhares dos palmeirenses estarão para o telão, da belíssima arena, para acompanharem os resultados dos jogos de Vitória e Bahia.

Já foram para a Série B, Botafogo e Crisciuma, lamentavelmente o primeiro apresentou problemas gerais de que não são sanados há anos ou décadas. Se cair resolvessem os problemas os botafoguenses seriam os campeões disparados dos torneios, mas não vemos isso, nem nesta equipe e muito menos em outras que já amargaram o descenso outras vezes.

Na parte de cima a única atratividade será o Corinthians e o Internacional que brigam para não ficarem no grupo do São Paulo, na Libertadores da América, em 2015, pois ali enfrentarão a repescagem e na sequência, a chave com os brasileiros e o argentino San Lorenzo (time do Papa), o uruguaio do Danúbio e uma equipe colombiana, que não foi definida. O que fazer nesta hora? Vencer, claro!

Eu acredito que Timão não jogará a pré-Libertadores e o  Palmeiras não cairá para a Série B. Daí você me pergunta, amigo torcedor, porque tanto bairrismo, porque os dois são mais qualificados que Internacional-RS, no caso da disputa pela vaga e Vitória e Bahia, na briga pela sobrevivência.

O que me deixa mais incomodado é que as equipes deixam para se dedicarem apenas após o segundo turno, levando a vida como uma criança em processo escolar, que passa o ano no vermelho e espera os dois ultimo bimestres para definir o futuro e levar apenas três matérias para a recuperação. Mas, passar de ano é obrigação de todos, mas quatro serão premiados e outros nem a salvadora recuperação lhes darão a sobrevida.